O Seu Receptivo Turístico Na Bahia Desde 1985

Historia e Geografia

 

Geografia Situada na Região Nordeste, a Bahia é um dos 26 Estados que compõem a República Federativa do Brasil. O Estado tem uma superfície de 564.692,7 km². Sua costa se estende por 932 km, a mais extensa entre os Estados brasileiros. Seu relevo é constituído de planícies, na região costeira, de uma chapada central com maciços montanhosos (Chapada Diamantina) e uma
importante depressão ao oeste (Bacia do Rio São Francisco). O ponto culminante do Estado é o Pico dos Barbados (2.033,30m).

Historia

Em 1500, os Portugueses aportam pela primeira vez no Brasil, no sul da Bahia, em Porto Seguro mais exatamente. Já no século XVI, o Brasil é dividido em capitanias hereditárias. Esses imensos territórios que se estendiam da Costa Atlântica, à leste, até a linha do Tratado de Tordesilhas(1494), à oeste, são distribuídas aos donatários portugueses, encarregados

em assumir a colonização e o desenvolvimento. Diante do fracasso dessa iniciativa, a Coroa portuguesa recupera as capitanias e, juntando quatro delas, cria a província da Bahia. Esta se torna a primeira província administrada pela coroa, que mandando seu primeiro governador em 1549, concretiza o início da colonização do país. Capital do estado da Bahia, Salvador foi fundada em 1549, tornando-se a primeira capital do Brasil e assim permanecendo até 1763. Diretamente ligada ao desenvolvimento da colonização portuguesa, Salvador tornou-se, então, o centro de um comércio intenso. Aqui se sucederam diferentes ciclos econômicos, como o do Pau Brasil e o da cana de açúcar, entre outros. Estas atividades provocaram a importação maciça de escravos africanos. Hoje, sua população gira em torno de 3 milhões de habitantes, a maioria dos quais descende daqueles escravos, o que faz de Salvador a cidade mais “africana” do Brasil. Sua identidade afro-baiana tornou-a um lugar único, onde se misturam o charme de sua meiguice, a melodia de seu sotaque e os sabores de sua gastronomia. Capital dos deuses iorubás, a vida é ritmada pelos tambores e pelo som incomparável do Berimbau. Seja por invocar os espíritos ou por se deixar hipnotizar pela Capoeira, a Bahia “africana” nunca deixa de surpreender. Ela estende ao infinito a beleza de suas praias e a riqueza de sua cultura, que compõem um universo de contrastes onde reinam a alegria e a sensualidade.